A influência da questão psicossocial nas políticas públicas e na sustentabilidade

  • Jorge Luiz Dupont FGTAS - Fundação Gaucha do Trabalho e Ação Social do Estado do Rio Grande do Sul. http://orcid.org/0000-0003-3419-2867
  • Maria Terezinha Hanel Antoniazzi Gardoli Antoniazzi Gardoli

Resumo

RESUMO O presente artigo tem por objetivo estudar a influência da questão psicossocial nas políticas públicas e na sustentabilidade. Para identificá-la e entendê-la, buscar-se-á descrever o conjunto dos principais fatores contribuintes na formação do psicossocial. Para elucidar esse assunto faz-se necessário enfocar a psicologia social em relação à sociedade e ao ser humano, em suas estruturas institucionais. É importante considerar-se, ao mesmo tempo, alguns enfoques da filosofia social, esta às vezes referida como filosofia das sociedades, por ser a parte intrínseca menos visível e por ser, também, componente formador do psicossocial. Isso será feito enfocando as indissociáveis estruturas sociais, econômicas e políticas que se refletem no âmbito psicossocial. A metodologia aplicada é uma revisão bibliográfica, com base em artigos na internet, livros e conceitos obtidos durante a especialização. Conclui-se que esta investigação é apenas uma questão a mais ou uma dimensão tal qual a econômica, social e ambiental, amplamente consagradas, e consideradas, no trato da sustentabilidade. Percebeu-se limitadas as obras, pesquisas ou artigos que tratam da questão psicossocial e, principalmente em relação às políticas públicas e à sustentabilidade, o que leva a buscar paradigmas norteadores para a compreensão desta proposição. Palavras-chave: Influência. Psicossocial. Políticas. Sustentabilidade. ABSTRACT The following paper intends to show the influence of the psychosocial issue within public policies and sustainability. To identify and understand such influence it is going to describe the set of main factors that build psychosocial issues. To clarify such topic it is necessary to focus on social psychology towards society and human beings in their institutional structures. It is important to consider, concurrently, some aspects of social philosophy that is sometimes known as society philosophy that is the less visible intrinsic aspect of it as well as a psychosocial component. The study is going to focus on inseparable social, economic, and political structures that reflect within psychosocial environment. The methodology used was a bibliographical review based on internet articles, books, and concepts obtained in graduate courses. It was concluded that the following paper contributes to several other stablished studies focused on economic, social, and environmental issues regarding sustainability. It was realized that the number of published psychosocial studies are limited when it comes to public policies and sustainability, which leads to look for guidelines to understand such proposal. Keywords: Influence. Psychosocial. Policies. Sustainability.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Luiz Dupont, FGTAS - Fundação Gaucha do Trabalho e Ação Social do Estado do Rio Grande do Sul.

Administrador Graduado em 1978 pelas Faculdades Canoenses - ULBRA - em Canoas/RS; Coordenador do Conselho de Assuntos Comunitários da Câmara de Indústria e Comércio de Canoas, em 1979; Secretário Executivo da Prefeitura Municipal de Canoas em 1980;  Estagiário, na turma de 1981, no XX Ciclo de Estudos sobre Segurança e Desenvolvimento pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra; Membro da Comissão Estadual do Emprego no Estado RS, em 2010 pelo SINDAERGS/CGTB, e Administrador do quadro de Carreira da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social do Estado do Rio Grande do Sul desde 1981; Curso Sindical pelo Instituto Cultural do Trabalho de São Paulo em 1992, Curso de Perícia Trabalhista CRA/RS em 1995, Curso de Cooperativismo – Cedop – UNISINOS – São Leopoldo/RS em 1998; Diretor da Federação Intersindical dos Profissionais Universitários no RS de 2000 a 2002; Conselheiro do Sindicato dos Administradores no Estado/RS de 2003/2015, Especialista pelo curso de  Pós-Graduação em Sustentabilidade e Políticas Públicas pelo Centro Universitário Internacional  UNINTER -  Curitiba-PR em 2.016.

Referências

REFERÊNCIAS

ANGELO, L. F.; RUBIO, K. (orgs.) Instrumentos de Avaliação em Psicologia do Esporte. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2007. 228 p.

BARBOSA, A. J. G.; LOURENÇO, L. M.; MOTA, M. M. P. da (orgs.) Desenvolvimento Psicossocial. Campinas: Alínea, 2008. 146 p.

BRASIL, Presidência da República. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LEIS_2001/L10257.htm> Acesso em: 11 de agosto de 2016.

BRASIL. Constituição 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 2004. 436 p.

BRIZOLA, A. L. C.; ZANELLA, A. V.; GESSER, M. (orgs.) Práticas Sociais, Políticas Públicas e Direitos Humanos. Florianópolis: ABRAPSO/Edições do Bosque, 2013. 271 p.

CARVALHO, P. D. B. A respeito da liberdade. Unisul de Fato e de Direito: revista jurídica da Universidade do Sul de Santa Catarina [S.I.], v. 4, n.8, p. 71-79, abr. 2014. Disponível em: Acesso em: 29 jul. 2016.

DUARTE, A. R. F. A Estratégia Psicossocial e a Segurança nacional em tempos de ditadura – uma leitura de gênero da Doutrina da Escola Superior de Guerra. In: XXVII Simpósio Nacional de História, Natal, p. 1-12, 22 a 26 jul. 2013. Disponível em: <http://www.snh2013.anpuh.org/resources/anais/27/1371321045_ARQUIVO_TEXTOCOMPLETOANPUH2013.pdf.> Acesso em: 28 jul. 2016.

ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA. Manual Básico. Rio de Janeiro: Escola Superior de Guerra, 2014. v. II 139 p. Disponível em:<http://www.esg.br/images/manuais/ManualBasicoII2014.pdf> Acesso em: 25 jul. 2016.

JACOBI, P. R. Politicas sociais locais e os desafios da participação citadina, Ciência & Saúde Coletiva, Manguinhos, v.7, n. 3, p. 443-454, 2002. Disponível em: Acesso em: 26 jul. 2016.

JOVCHELOVITCH, S. Psicologia Social, Saber, Comunidade e Cultura. Psicologia e Sociedade. Reino Unido, 16(2): 21-3, maio/ago. 2004. Disponível em:. Acesso em: 25 jul. 2016.

JUNIOR, E. P. L.; SILVA, F.C. Teoria da Modernidade Líquida – Fluidez Social e os Novos Desafios na Interpretação das Leis para Solução dos Vários Novos Conflitos no Direito de Família. Questio Juris, Rio de Janeiro, v.9, n. 02, p. 911-941, 2016. Disponível em: <http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/quaestioiuris/article/view/19717> Acesso em: 30 jul. 2016.

LIMONGI, F. Formas de Governo, Leis Partidárias e Processo Decisório. Boletim Informativo e Bibliográfico, São Paulo, n. 55, p. 7-39, 2003. Disponível em:<http://www.fflch.usp.br/dcp/assets/docs/Limongi/Formas_de_Governo__Leis_Partidarias_e_Processo_Decisorio.pdf> Acesso em: 26 jul. 2016.

MICHELS, E; OLIVEIRA, N.; WOLLENHANPT, S. Fundamentos da Economia. Curitiba: Intersabores, 2013. 180 p.

MOCHÓN, F. Princípios de Economia. São Paulo: Pearson, 2006. 329 p.

PARKIN, M. Parkin Esconomia. São Paulo: Pearson, 2008. 814 p.

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE. Orçamento Participativo. Porto Alegre, 2016. Disponível em: <http://www2.portoalegre.rs.gov.br/smgl/>. Acesso em: 11 ago. 2016.

REALE, M. Liberdade e Valor. XII Congresso Internacional de Filosofia, Revistas USP, p. 89-112, 1958. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/rfdusp/article/view/66284/68894> Acesso em: 29 jul. 2016.

RIZZIERI, J. A. B. Manual de Economia, São Paulo, p. 01-30, 2006. Disponível em: em: <http://sinop.unemat.br/site_antigo/prof/foto_p_downloads/fot_5942manual_de_economia_pdf.pdf> Acesso em: 12 jul. 2016.

SILVA, E. M. O Estado Democrático de Direito. Revista de Informação Legislativa, Brasília, v. 2, n. 16 p. 213-229, jul./set. 2005. Disponível em: <http://www2.senado.leg.br/bdsf/item/id/794>. Acesso em: 05 jul. 2016.

SPINK, M. J. P. O Conceito de Representação Social na Abordagem Psicossocial. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 9 n. 3 p. 300-308, jul./set. 1993. Disponível em:<http://www.scielosp.org/pdf/csp/v9n3/17.pdf>. Acesso em: 28 jul. 2016.

TREMBLAY, G. De Marschal a Harold Innis ou a da Aldeia Global ao Império Mundial. Revista FAMECOS, Porto Alegre, v. 10, n. 22 p. 13-22, dez. 2003. Disponível em: <http://revistas.univerciencia.org/index.php/famecos/article/viewFile/228/173> Acesso em: 10 jul. 2016.

VILANI, F. B.; SCHEER, L.; NETO, A. C. O Surgimento da Liberdade Econômica. In: XXII Seminário de Iniciação Científica, Salão do Conhecimento, Ijuí, p.1-4, 2015. Disponível em: <https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/salaoconhecimento/search/authors/view?firstName=Fabiana&middleName=&lastName=Bonini%20Vilani&affiliation=&country=> Acesso em: 31 jul. 2016.

Publicado
2017-06-14
Seção
Artigos